Parque Vila Velha somou 2,3 mil visitantes no feriado e hotéis tiveram até 80% de ocupação em Ponta

Texto: DC Mais


Final de semana passado, o último do ano que foi estendido devido a um feriado (Dia de Finados, 2/11), gerou altas expectativas entre o setor de turismo. Hoteleiros de Ponta Grossa ouvidos pela reportagem do jornal Diário dos Campos e portal dcmais na última quarta-feira (28) esperavam bater o recorde da pandemia na taxa de ocupação ou pelo menos se igualar à movimentação registrada no feriado de 12 de outubro – estimativa que se concretizou em pelo menos dois dos hotéis contatados anteriormente.

O Ponta Grossa Campos Gerais Convention & Visitors Bureau afirma ainda não possuir um levantamento em números da taxa média de ocupação dos hotéis de Ponta Grossa nos últimos dias, mas que os empresários relatam ter tido “um movimento considerável e até satisfatório por estar em pandemia, e que os hóspedes eram mais turistas de lazer”.

O Premium Vila Velha Hotel é um deles. Segundo a gerente Alecsandra Hypolito a expectativa foi alcançada, já que a taxa de ocupação chegou a 75%. “É pouco comparado ao ano passado, mas para essa época de pandemia foi bastante. Tivemos muitos turistas de passeio, grupos de motociclistas que viajam e ficaram em Ponta Grossa no final de semana”, aponta ela.


“Percebemos que os hóspedes estão mais exigentes com relação a protocolos de segurança devido à covid-19. Agora as reservas não dependem mais tanto apenas de valores, mas de cuidados. Antes os clientes procuravam os melhores valores, depois conforto e agora segurança. Quem tem selo de turismo responsável vai receber mais turistas”, avalia Alecsandra.


Outra mudança de perfil de hóspedes percebidas pelos hoteleiros da cidade é relatada pelo gerente do Planalto Select Hotel, Daniel Wagner. “Estamos percebendo um público diferente, que tem valorizado a nossa localização central e frequentado a gastronomia do entorno e os aspectos históricos, como o fato de o ex-presidente Getúlio Vargas ter passado por aqui, além de grupos de motociclistas. O público corporativo no dia a dia não tem tempo de apreciar tudo isso”, conta ele.


O hotel também chegou a em torno de 80% de ocupação. “Esperamos que tenhamos mais finais de semana como esse, que ajudam a amenizar o prejuízo da falta do turismo corporativo e eventos sociais, como casamentos e formaturas, que ficaram para o ano que vem. Como esse é o terceiro feriado prolongado que aconteceu isso, estamos fazendo as pazes com os feriados”, destaca Daniel Wagner, lembrando que na semana anterior ressaltou à reportagem que os feriados historicamente eram inimigos dos hotéis da cidade por “derrubar” os hóspedes que vinham a negócios.


Outro lado

Na última reportagem foram contatados cinco hotéis. Nesta terça-feira (3) ao entrar novamente em contato com eles, obtivemos respostas de quatro: enquanto que dois alcançaram as suas expectativas, outros dois tiveram resultados abaixo do esperado. É o caso do Lud Comfort Hotel e do Bourbon Ponta Grossa Convention Hotel – este último revelou que ficou com a taxa de ocupação três vezes menor que o esperado.


As condições climáticas foram apontadas como um possível motivo para este baixo desempenho, já que o sábado (30) e o domingo (1º) ficaram em maior parte com céu nublado – e uma das questões relatadas pelos hoteleiros da cidade é de que as reservas costumam ser feitas mais próximas das datas, sem muita antecipação.


Parque Vila Velha

O Parque Estadual Vila Velha também não alcançou o público esperado durante o final de semana de feriado, mas mesmo assim registrou quase 2.300 visitantes de sexta (30) a segunda-feira (2) – de 2,5 mil esperados. Considerando que a capacidade está reduzida para 845 visitantes por dia devido à pandemia, a taxa de lotação foi de 67,6%.

Arquivo
  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2020 por Ponta Grossa Campos Gerais Convention & Visitors Bureau

Rua Comendador Miró, 860, Ponta Grossa PR | info@pontagrossacvb.com.br | (42) 3220-7250

Desenvolvimento do site: Equipe PGCG CVB

Conteúdo: Yukê Comunicação