Rede Gastronômica dos Campos Gerais é modelo de associativismo empresarial

Experiências e estratégias da Rede Gastronômica dos Campos Gerais, para consolidar a região como polo gastronômico, são apresentadas em evento estadual como caso de sucesso

A Rede Gastronômica dos Campos Gerais (RGCG) foi uma das convidadas para apresentar seu modelo de associativismo empresarial no Encontro do Sistema de Melhoria de Ambiente de Negócios do Paraná, que reuniu representantes dos 118 comitês municipais e 19 comitês territoriais, além de representantes do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Paraná (Fopeme). O evento aconteceu no auditório do Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, na quarta e quinta-feira (12 e 13).

Fundada em 2014, com o objetivo de consolidar Ponta Grossa e a região dos Campos Gerais como destino gastronômico, a RGCG é formada atualmente por 17 estabelecimentos comerciais, como bares, restaurantes, hotéis, choperias artesanais e empresa de inclusão alimentar. A vice-diretora da RGCG, Ana Paula Delgobo (foto), que representou a Rede no evento, reforçou a importância do associativismo para transformar a região dos Campos Gerais em polo gastronômico.

“Através da Rede e da união dos empresários geramos diversas oportunidades locais, atraímos turistas e fidelizamos cientes. É um grupo de empresas que sempre pensa na coletividade, em ações conjuntas, e em oferecer produtos e serviços de qualidade”, pontuou. A busca por melhorias contínuas, conforme ela, é um dos pontos fortes da RGCG. Um exemplo é a Porto Brazos, de Ponta Grossa, que foi destaque estadual no Programa Selo Alimentos do Paraná, realizado pelo Sebrae/PR, com a Fecomércio PR, FIEP, Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no comitê gestor.

Outras empresas que integram a RGCG conquistaram também o Selo de Qualidade no Turismo do Paraná, desenvolvido pelo Sebrae/PR e Fecomércio PR, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (ABIH-PR), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR), Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Associação Brasileira de Empresas de Eventos do Paraná (ABEOC/PR), Paraná Conventions e Paraná Turismo, sendo a entidade certificadora o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O Selo é o reconhecimento que atesta e incentiva a qualidade e gestão nos negócios.

“São empresas que buscam constantemente o crescimento, a qualificação e que focam no Modelo de Excelência em Gestão (MEG). São iniciativas como essas que ajudam a desenvolver a região, a gerar riquezas e fidelizar clientes e turistas”, considerou a vice-diretora, ao citar a realização do Festival de Inverno, com a criação de pratos exclusivos à base de mexerica e bacon, e que atrai a população para ter uma experiência gastronômica diferenciada.

A consultora do Sebrae/PR, Nadjá Joboji, relembra que a RGCG foi criada por meio do Projeto Turismo MICE (Meetings, Incentives, Conferences and Exhibitions), que é o turismo de negócios e eventos, após a realização de um diagnóstico junto a 125 empresas do setor. “O Sebrae/PR oferece diversas capacitações para a RGCG que caminha por conta própria. São empresários que enxergam os demais como parceiros e não como concorrentes, olhando sempre a região dos Campos Gerais como destino gastronômico”, diz a consultora

Programação

Durante o Encontro do Sistema de Melhoria de Ambiente de Negócios do Paraná também foram apresentadas outras boas práticas e experiências de sucesso, além de estratégias para crescimento e fortalecimento do setor, que podem contribuir para o desenvolvimento da economia local, regional e estadual.

Além dos painéis com temas que interferem na competividade, foram realizadas palestras especiais, com o professor universitário e doutor em Gestão de Negócios, Dante Quadros, sobre Liderança. Já no dia 13, foi a vez de Bruno Quick, gerente da Unidade de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do Sebrae Nacional, falar sobre Desenvolvimento Local.

Segundo dados do Sebrae, o segmento de micro e pequenas empresas representa 27% do Produto Interno Bruto (PIB). São 12,2 milhões de pequenos negócios no Brasil representados por microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. No Paraná, em torno de 1,5 milhão.

Arquivo
  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2020 por Ponta Grossa Campos Gerais Convention & Visitors Bureau

Rua Comendador Miró, 860, Ponta Grossa PR | info@pontagrossacvb.com.br | (42) 3220-7250

Desenvolvimento do site: Equipe PGCG CVB

Conteúdo: Yukê Comunicação