Paranaense é destaque na etapa nacional do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

17/11/2017

Empreendedora de Cascavel, no oeste do Estado, ficou em terceiro lugar na categoria Pequenos Negócios; ela concorreu com empresárias de todo o Brasil
 

 

 

Francielli Sharnovski Gonçalves, de Cascavel, conquistou o terceiro lugar na etapa nacional do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios (PSMN). A empreendedora é fundadora da empresa Eu Magro e concorreu na categoria pequenos negócios. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (13), em Brasília. O prêmio recebeu mais de 3,6 mil relatos de empresas de sucesso que têm mulheres à frente dos negócios. A paraense ficou com o troféu Bronze, na categoria Pequenos Negócios.

 

O Prêmio é uma iniciativa que reconhece e divulga exemplos de empreendedorismo feminino. Além da categoria em que Francielli concorreu também foram premiadas, em Brasília, exemplos de microempreendedoras individuais e produtora rural. O evento de divulgação do resultado foi realizado dentro da programação da XXIX Convenção da Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (CONFAM), promovida pela BPW Brasília para a discussão do papel da mulher na transformação do mundo.

A empresária de Cascavel conta que durante a cerimônia, no momento em que ouviu que era uma das vencedoras, a emoção falou mais alto. “Vibrei e corri para receber meu prêmio, tamanha era a minha garra e vontade de ganhar. A minha sensação era de alegria plena e de dever cumprido por ter conseguido chegar no topo. Devo tudo o que conquistei a minha família, à Deus e ao Sebrae/PR, que está comigo desde o início”, afirma.

A história de Francielli no mundo dos negócios teve início em 2013, quando ela decidiu oferecer para outras pessoas as soluções para emagrecimento que ela mesma precisava e não encontrava no mercado. A Eu Magro oferece em um único espaço o acompanhamento de múltiplos profissionais, como psicólogos, educadores físicos, nutricionistas, enfermeiros e esteticistas.  Em três anos, foram 1,5 mil clientes atendidos e mais de 7 mil quilos eliminados.

“Nosso faturamento em 2014 era de R$ 550 mil. Em 2016, quando iniciamos o projeto de franquias, cresceu para R$ 1,2 milhão. Para 2017 nossas projeções mostram um aumento em 30% no total do ano anterior”, conta a empresária.

Depois de conquistar a terceira colocação nacional, a empresária diz que o resultado a anima para concluir seus projetos de investir na abertura de sua segunda empresa, que será dedicada a formação de jovens empreendedores e a desenvolver o estímulo e as habilidades necessárias para que donas de casa realizem sonhos e abram o próprio negócio. “Vou aliar a minha experiência pessoal com a profissional e ajudar que outras pessoas conquistem seus objetivos”, diz.

Para o coordenador do PSMN no Paraná e consultor do Sebrae/PR, Lucas Hahn, o resultado do prêmio reforça a tese de que o gênero não tem importância quando se trata de sucesso nos negócios. “Os bons resultados surgem de uma gestão qualificada e eficiente. A terceira colocação nacional também é prova de que o Sebrae/PR tem cumprido seu papel de apoiar o desenvolvimento destas empreendedoras e o de difundir o prêmio no estado. As mulheres paranaenses estão preparadas para qualquer desafio profissional e prontas para o mercado nacional, com ou sem crise”, garante o consultor.
 
Dados da Pesquisa GEM, que mede o grau de empreendedorismo no Brasil, apontam que de 2006 a 2016, a cada três empreendimentos abertos no Brasil, dois são comandados por mulheres. “As empresárias de hoje estão se destacando com negócios duradouros, com visão e objetivos a longo prazo. Elas não pensam mais apenas no imediato, em como ganhar dinheiro agora para sustentar a família. As mulheres pensam de maneira profissional”, comenta Lucas Hahn.

Critérios de avaliação
Entre os critérios de avaliação do PSMN estão: Desafios para abrir o empreendimento; Visão de Futuro; Ideias inovadoras e adaptação às novas tendências; Atuação democrática, transparente, inspiradora e motivadora; Participação ativa nos negócios, perseverança e superação dos desafios; Ambiente participativo e agradável para quem trabalha no seu negócio; Estabelecimento de relacionamentos duradouros com os clientes; Preocupação com a preservação do meio ambiente e da cultura da sua região; Estabelecimento de parcerias para o desenvolvimento das atividades; Lições aprendidas (por meio de experimentações, erros cometidos ou compartilhamento de informações); Crescimento dos resultados obtidos; Contribuição para o desenvolvimento de outras empreendedoras.

Realizado desde 2004, o prêmio é desenvolvido pelo Sebrae em parceria com a Secretaria de Política para as Mulheres (SPM), a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW) e apoio técnico da Fundação Nacional de Qualidade (FNQ). O objetivo é reconhecer mulheres que transformaram sua realidade, por meio do empreendedorismo, e que passam a ser inspiração para futuras empreendedoras.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques

Convention Bureau encerra o ano com saldo positivo

13/12/2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Assine nossa newsletter
  • Black Facebook Icon
  • Instagram Social Icon

© 2018 por Ponta Grossa Campos Gerais Convention & Visitors Bureau

Rua Comendador Miró, 860, Ponta Grossa PR | info@pontagrossacvb.com.br | (42) 3220-7250

Conteúdo: Yukê Comunicação