Buscar

Convention Bureau apoia a campanha “Apoie o Empreendedor de Turismo”

A fim de contornar a crise no turismo causada pelo coronavírus (Covid-19), a Cooperativa Paranaense de Turismo (CoopTur) lançou a campanha "Apoie o Empreendedor de Turismo" para estimular turistas a conhecerem a região dos Campos Gerais após o fim da crise causada pela doença que inclui isolamento social.

Passeios, diárias em hotéis e pacotes diversos estão sendo oferecidos com até 50% de desconto. “A ideia é a pessoa comprar um voucher agora e poder usar até 31 de dezembro”, enfatiza Márcio Miranda, vice-presidente e diretor executivo da CoopTur que espera que o uso possa ser ainda no primeiro semestre.

De acordo com Márcio, a principal vantagem da campanha é o desconto que se torna um atrativo. “Todo empreendedor está comercializando produtos com valor mais baixo do que aquele praticado no começo de março [antes do isolamento social e cancelamento de viagens], por isso, para quem está comprando é uma coisa legal porque vai ter desconto”, enfatiza.

Márcio ainda dá exemplos de locais na ação, como o Parque Histórico de Carambeí com valor de entrada de R$20 por R$12 por pessoa e o Circuito Ninho do Corvo de R$200 por R$137. Os descontos variam de 30% a 50%.

E as expectativas com o projeto são positivas, como explica o diretor executivo da Cooperativa de Turismo. “Esperamos gerar receita, ter um volume de vendas que faça um pouco de diferença no cotidiano desses empreendedores”. No momento já há vendas para a Castrolanda e para o Ninho do Corvo.

O Ponta Grossa Campos Gerais está apoiando a ação, realizando divulgação em seus sites oficiais, e-mail marketing e através do relacionamento com a mídia local e nacional. “Esse é o momento de nos unirmos, juntarmos forças e expertise para vencer essa crise e continuarmos crescendo, inovando e o melhor, aprendendo com tudo isso”, comenta a presidente do Convention, Thaís Pius.

Para ela, a ação é muito importante por unir a cadeia do turismo e ofertar algo atrativo aos visitantes. “Não tem como não apoiar essa ação da C